Hipnose

A Hipnose Moderna

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrShare on StumbleUponShare on RedditPrint this pageEmail this to someone

Uma nova roupagem da hipnose para um ser humano moderno

 

A hipnose moderna está em linha com o ser humano moderno. Vivemos a era da urgência, da velocidade. Nosso tempo é bastante escasso, é que temos inúmeras tarefas, inúmeros compromissos todos os dias. O tempo precisa ser bem aproveitado em termos profissionais e bem desfrutados em nossa vida pessoal. Com essa escassez de tempo, precisamos de resultados rápidos, quando buscamos soluções para os mais diversos problemas. Na área das emoções, nem sempre os resultados são conseguidos na mesma velocidade em que são criados. A cobrança chega de todos os lados e precisamos dar conta de tudo. A hipnose, com suas diferentes técnicas, está preparada para essa demanda que se torna cada vez mais comum em nossa vida diária.

 

A hipnose moderna vem para preencher essa necessidade por urgência, por velocidade nos resultados psicoemocionais. As ferramentas mentais de que dispõe, constroem poderosas estratégias que alcançam resultados na rapidez com que estamos acostumados em nosso dia a dia. A hipnose clinica responde rápido aos apelos e necessidades emocionais dos pacientes que buscam esse tipo de ajuda. O paciente não quer mais esperar longos anos para ver a solução de seus problemas tornarem-se realidade. E por certo a hipnose moderna é segura, eficaz e está preparada para preencher essa necessidade e expectativa, pois evoluiu muito através dos tempos. Acompanhando a própria evolução do ser humano.

O processo de psicoterapia não precisa ser longo, ele pode ser profundo, efetivo e rápido.

 

Não podemos mais dispor de anos investidos em análises, terapias intermináveis. Precisamos de resultados rápidos e eficazes. Precisamos nos manter saudáveis, precisamos ficar bem no curto prazo. E se é possível ter um resultado mais rápido, por que não? Se é possível chegar mais rápido ao destino, por que não utilizar o meio de transporte mais veloz? O processo de psicoterapia não precisa ser longo, ele pode ser profundo, seguro, efetivo e rápido. Tudo ao nosso redor evolui, com a psicoterapia não deve ser diferente. Com tal percepção, a hipnoterapia vem acompanhando essa evolução e adaptando-se as mudanças. Problemas novos, soluções novas. Isso é o que há de mais elementar, contudo, a força de crenças antigas e limitantes produzem ilhas de conhecimento, que não se comunicam com o moderno, com o novo.

 

A hipnose clinica vem se modernizando. E isso aconteceu principalmente depois da Segunda Guerra Mundial. Quando a hipnose foi utilizada para trabalhar a dor, o sofrimento, as neuroses de guerra. Nesse período a psicoterapia teve inúmeros desafios. A hipnose se adaptou a este novo cenário e se muniu de ferramentas para observar, analisar e intervir na problemática do paciente. Oferecendo a ele curas e soluções rápidas em seu modelo de mundo bastante destruído. Um cenário de guerra é extremo, contudo, quando olhamos para a realidade atual, a forma como trabalhamos, como somos exigidos no trabalho. As pressões que recebemos de chefes e corporações, tudo isso não é muito diferente. Vemos um ser humano cada vez mais doente e precisando de ajuda. A hipnose clinica é capaz de dar esse suporte de forma acolhedora e rápida.

Os consultórios de Psicologia e as ferramentas da Hipnose

 

A cada ano milhares de novas experiências são produzidas utilizando a hipnose como base. Tanto nos laboratórios como nos consultórios, a hipnose vem sendo testada. Os resultados são cada vez mais surpreendentes. Tanto para os pesquisadores como para os pacientes que passam pelo processo. Isso porque, os teóricos da hipnose desenvolveram inúmeras ferramentas para entender e suprir a mente com novas possibilidades. Na medida em que descobrimos mais sobre o cérebro e seu funcionamento, podemos também perceber o quanto a hipnose pode produzir impactos na mente e no cérebro. Utilizando a comunicação direcionada para o nível inconsciente, consegue-se chegar mais facilmente às causas do problema e resolver com sutileza e naturalidade.

 

Estudo da Unicamp

Ciência Cognitiva: Hipnose

http://www.ic.unicamp.br/~wainer/cursos/906/trabalhos/hipnose.pdf

 

A hipnose clinica fala a língua que o cérebro entende, por assim dizer. Por se tratar de uma abordagem natural, nativa da mente, a hipnose consegue acessar lugares que não se pode por outras vias. E por esse motivo, a hipnoterapia consegue resultados surpreendentes e rápidos. As ferramentas de que a técnica dispõe, conseguem fazer os consertos nos lugares onde os problemas são gerados. Nossa mente inconsciente guarda a vida mental. Tudo é ali armazenado e interage de diferentes formas. Nem sempre absorvemos o que é saudável. Nem sempre a mente responde aos estímulos externos de forma saudável. Com a hipnose, isso pode ser melhor estruturado e organizado. Sendo uma linguagem nativa da mente, a hipnose terá um acesso facilitado.

 

A hipnose clinica mostra cada dia mais que está preparada para dar o suporte necessário ao paciente em sua jornada. Seja ela de autoconhecimento, seja ela de superação…

 

A hipnose clinica há muito tempo deixou de ser um truque. Deixou de estar a serviço do ilusionismo e veio sentar-se junto aos pacientes nos consultórios de psicologia. Comunicando de forma clara e lúcida sobre a problemática humana. Provendo o paciente com mecanismos de proteção, com coragem, com ousadia. Provendo o paciente com superações, com soluções, com ferramentas emocionais que o ajudam em seu dia a dia. A hipnose clinica mostra cada dia mais que está preparada para dar o suporte necessário ao paciente em sua jornada. Seja ela de autoconhecimento, seja ela de superação, de cura ou de compreensão do mundo e de si mesmo. A hipnose deixou de ser apenas uma técnica poderosa, além disso, também possui um suporte teórico que auxilia em tratamentos mais eficazes.

 

Aos poucos as pessoas vêm perdendo o medo que existia no passado e se permitindo experimentar. Sempre que vamos passar por uma experiência nova, é natural sentir algum receio. E muitas das vezes, depois que damos os primeiros passos, percebemos que o medo não fazia sentido. O medo é muito mais do desconhecido, o fato de não saber o que há detrás da porta, o que encontraremos no próximo passo. Mas quando ousamos, quando nos impelimos ao movimento, então nos libertamos, permitindo-se passar pela experiência de forma tranquila. Desfrutando as possibilidades que essa experiência pode proporcionar. Talvez seja o momento de dar o próximo passo. A hipnose clinica vem se mostrando uma poderosa ferramenta de mudança é transformação no processo terapêutico.

 

Muitas das vezes, depois que damos os primeiros passos, percebemos que o medo não fazia sentido. E então nos libertamos.

 

Hipnose Clínica

Os altos e baixos de uma ciência que nasceu na antiguidade

 

Em sua gênese, a hipnose foi concebida para a cura. Até a Grécia Antiga, ela se manteve em tal objetivo. Com a Idade das Trevas, como tudo o mais, ela permaneceu no obscurantismo. É a partir do século 17 que ela ressurge como uma ferramenta de diversão. Utilizada para impressionar, para divertir o público. Permaneceu no palco até o século 19, quando voltou a ser utilizada na cura de diferentes enfermidades. Pela hipnose ter ressurgido como show, muitos mitos se aglutinaram ao seu redor, o que maculou sua imagem. Concepções foram distorcidas, descrença, críticas e o desconhecimento sobre suas reais possibilidades, a relegaram a um papel coadjuvante, alternativo, duvidoso e mesmo assustador.

 

A partir da década de 1940, o psiquiatra americano Milton H. Erickson resgatou a hipnose em sua essência e lhe deu um corpo e uma alma. Com técnicas revolucionárias e um embasamento teórico consistente, elevou a hipnose clínica ao status de ciência. Inúmeros profissionais viram em suas técnicas um salto gigantesco na evolução da psicoterapia. Com um conjunto de ferramentas altamente poderosas e eficazes, a hipnose tornou-se personagem principal na cura de doenças emocionais, psicossomáticas e mesmo físicas, como no controle da dor. Os resultados se multiplicavam e muitos estudos começaram a ser publicados. O que hoje contam-se aos milhares.

 

A hipnose clínica é uma realidade encantadora. Com resultados rápidos e eficazes a põe na vanguarda do homem moderno.

 

Contudo, a comunidade científica relutou o máximo que pôde para reconhecer a hipnose clínica como ciência e coloca-la no lugar que lhe é devido: uma das principais ferramentas de psicoterapia. Nos Estados Unidos e Europa, esse reconhecimento é antigo, já no Brasil é mais recente. Certamente um reconhecimento ainda tímido. Com as milhares de pesquisas em andamento hoje no mundo, a hipnose clínica é um processo sem volta e impossível deixá-la de lado. Os resultados falam por si mesmos. E o que antes estava reservado aos consultórios, hoje figura em revistas científicas importantes ao redor do mundo. As comprovações se multiplicam.

 

A hipnose clínica é uma realidade encantadora. Com resultados rápidos e eficazes a põe na vanguarda do homem moderno. Sabemos todos que rapidez é o que esperamos de tudo ao nosso redor. Com a junção entre o ser virtual e o ser real, nos condicionamos a ter respostas rápidas, resultados rápidos, soluções rápidas. A hipnose clínica está em total sintonia com essa demanda. Se nossa mente tem a surpreendente capacidade de se moldar à novas realidades de forma rápida, porque não usar essa mesma capacidade na solução de problemas, na mudança de hábitos, de vícios. Na mudança de estilo de vida ou na forma de pensar. É isso o que a hipnose clínica possibilita, usar e potencializar a capacidade mental em favor do indivíduo.

 

Odair J. Comin

Psicólogo Clínico, Hipnoterapeuta e Escritor.

 

Referências acadêmicas

Hipnose e psicologia clínica: retomando a história não contada

http://www.scielo.br/pdf/prc/v19n3/a02v19n3

Assine o Canal da Pantrus e Clínica Delphos no YouTube

You Might Also Like