Hipnose, Hipnoterapia, Tratamentos com Hipnose

Hipnose Clínica e a Terapia Estratégica

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrShare on StumbleUponShare on RedditPrint this pageEmail this to someone

A terapia estratégica não é uma teoria em especial, mas sim uma forma específica de trabalhar dentro de qualquer abordagem terapêutica. Todas as sessão possuem começo, meio e fim, onde o terapeuta buscará uma influência maior sobre a problemática do paciente. Não apenas esperar que o paciente por ele mesmo perceba a solução, mas também que o psicólogo sirva de luz ou instrumento para facilitar a mudança, além de o guiar durante o percurso.

Quando um terapeuta e uma pessoa se encontram, a ação que ocorre é determinada pelos dois.

Jay Haley diz que a terapia pode ser chamada de estratégica quando o clínico inicia o que se desenrola durante a terapia e designa uma abordagem particular para cada problema. Quando um terapeuta e uma pessoa se encontram, a ação que ocorre é determinada pelos dois. Mas na terapia estratégica a iniciativa é amplamente tomada pelo terapeuta. Ele precisa:

  • identificar problemas solucionáveis,
  • estabelecer objetivos,
  • planejar intervenções para atingir esses objetivos,
  • investigar as respostas que recebe para corrigir sua abordagem, e, por último,
  • examinar o resultado de sua terapia para verificar se foi efetiva.

Veja também: Hipnose como solução das dificuldades emocionais

O terapeuta precisa ser realmente sensível e receptivo ao paciente e ao seu campo social, mas a maneira como age é determinada por ele mesmo.

Milton Erickson, o pai da hipnose moderna, foi um dos grandes gênios a utilizar a terapia estratégica em seus atendimentos clínicos. Não apenas usando a hipnose, mas também buscando desenvolver uma forma de terapia individual para cada paciente, casal ou família.

É importante observar cada pessoa, e entender a forma como cada um comunica seus problemas e os vivencia. A partir dessa observação, é possível entender o indivíduo como um ser único e por isso necessita de uma estratégia única. O entendimento desse paciente, também nos possibilita buscar neles mesmos a força, a motivação e o engajamento, necessários para a mudança.

Odair J. Comin
Psicólogo Clínico, Especialista em
Hipnoterapia e Escritor.

Assine o Canal da Pantrus e Clínica Delphos no YouTube

You Might Also Like