Hipnose, Medos, Tensão emocional, Tratamentos com Hipnose

Fobias e o Tratamento com Hipnose

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrShare on StumbleUponShare on RedditPrint this pageEmail this to someone

A fobia específica é caracterizada essencialmente por um medo acentuado, geralmente irracional e persistente de objetos, animais, seres ou situações circunscritas. São circunstâncias que geralmente não teriam motivos para se temer. O maior perigo que se apresenta é o próprio medo. É o medo que lhe faz mal, não o objeto, situação ou ser. Ao se deparar com tais estímulos, o indivíduo tem imediata resposta de medo, que vem acompanhada de sintomas físicos intensos, tais como: ansiedade, batimento cardíaco acelerado, ondas de calor e frio, engasgo, sensação de sufocamento, tremores, tontura, desmaio, necessidade de fugir da situação e ataque de pânico. Estes sintomas, também podem ocorrer antecipadamente ao encontro com as situações ou objetos fóbicos. O indivíduo sente uma aversão incontrolável, repulsão que o leva a evitar essas situações fóbicas.

O foco das fobias

Os que estão relacionados à fobia específica são normalmente animais, como cobras, baratas, aranhas ou ratos (zoofobia), porém não necessariamente peçonhentos, e pode ser de qualquer espécie. Medo de altura (acrofobia), lugares fechados (claustrofobia), estar em locais de difícil fuga (agorafobia). Quando deparado com estas situações o indivíduo pode ter ataques de pânico e desespero, com intenso sofrimento, buscando de todas as formas o isolamento ou fuga do objeto ou situação fóbica.

Tratamento

Com a hipnose busca-se trabalhar esse medo irracional (se for o caso), pois na maioria das vezes o paciente reconhece que este é um medo absurdo, porem não sabe como fazer para evitar. Percebe-se impotente e sem forças para lutar com tal gigante. Por vezes subjacente a este medo está um trauma acontecido em algum momento da vida. Pode-se fazer uma regressão de idade, ou mesmo hipermnésia, do momento em que o fato ocorreu e então trazer à lucidez. Desta forma possibilita-se que o paciente por ele mesmo consiga perceber o porque o medo acontece, e desta forma ressignificar o ocorrido e eliminar ou lidar melhor com o objeto ou a situação que lhe causam medo. Não necessariamente precisa-se ir ao passado, pode-se desenvolver aprendizagens presentes que dão a possibilidade de viver sem o medo, com coragem e autoconfiança.

You Might Also Like