Hipnoterapia

A Hipnose e sua definição

A hipnose é um conjunto de fenômenos específicos e naturais da mente, que produzem diferentes impactos, tanto físicos quanto psíquicos. Esses fenômenos poderão ser induzidos ou autoinduzidos através de estímulos provenientes dos cinco sentidos, sejam eles conscientes ou não. Dentre os fenômenos específicos (descritos no texto Hipnoterapia) da mente produzidos na hipnose, podemos citar a Regressão de Idade. Esse fenômeno acontece na medida em que o paciente regride para uma idade do passado tendo essa como presente, ou seja, se voltar aos seus 5 anos de idade, ele achará que realmente tem 5 anos. Se nessa época viveu algo traumatizante, o objetivo do terapeuta é fazer o manejo desse fato, buscando uma ressignificação, proporcionando ao paciente novas experiências, ou seja, novas aprendizagens com objetivos de buscar a solução, buscar a mudança.

Esses fenômenos produzem diferentes impactos tanto físicos como psíquicos. Físicos como no caso da catalepsia que é um enrijecimento de um membro do corpo, ou a anestesia de um local do corpo. Impactos mentais como a amnésia ou hipermnésia. Esses poderão ser induzidos pelo hipnoterapeuta ou auto-induzidos, no caso da auto-hipnose ou mesmo no treinamento autógeno, que é um auto-relaxamento. A indução ocorrerá através de estímulos provenientes dos cinco sentidos, pois qualquer estímulo pode induzir um dos fenômenos hipnóticos, e estes podem se manifestar por qualquer um dos sentidos.

Para finalizar a definição, disse que esses estímulos podem ser conscientes ou não, isso porque nem sempre o estímulo é percebido, tanto pelo hipnoterapeuta como pelo paciente. As vezes no cotidiano temos uma hipermnésia sobre uma VIAGEM que fizemos há alguns anos, porém não identificamos o que desencadeou essa lembrança. Muitas vezes o terapeuta buscará provocar um fenômeno e fará uma comunicação específica para que este ocorra, porém essa comunicação poderá estar levando a um outro fenômeno que era inesperado. Isso porque existem diferentes formas de comunicação, como a direta, indireta, implícita percebida e a implícita não percebida.

A forma como cada um responde aos estímulos apresentados é diferente, único e individual. Cada problema, doença ou dificuldade aparecerá por motivos diferentes em cada paciente, e por isso a necessidade de um tratamento individual, sem regras e sem padronizar o ser humano, descartando a ideia de enquadrá-lo em técnicas prontas, dando a impressão que todos tem os mesmos problemas pelos mesmos motivos.

Odair J. Comin
Psicólogo Clínico, Especialista em
Hipnoterapia e Escritor.

You Might Also Like