HipnoNews

Inovação inibe problemas pós-cirúrgicos

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrShare on StumbleUponShare on RedditPrint this pageEmail this to someone

Por Fábio Utz Iasnogrodski

A anestesia geral compreende três elementos: a hipnose com amnésia, para que o paciente fique inconsciente durante todo o procedimento cirúrgico e não se lembre do ocorrido, a analgesia, para evitar a dor, e o bloqueio neuromuscular.

Ansiedade, insegurança e até medo são alguns dos sentimentos que se fazem presentes em muitas ou até na maioria das pessoas que necessitam realizar um procedimento cirúrgico. Recente pesquisa da Sociedade Americana de Anestesiologia, realizada com pacientes submetidos a intervenções, revela que 75% dos entrevistados têm muita preocupação com a anestesia geral.

Dúvidas como “vou acordar durante a cirurgia”, “não vou acordar após a cirurgia” ou até mesmo “vou morrer” aparecem nesses momentos em que é preciso confiar no médico e saber que, com a evolução das técnicas, dos equipamentos e do conhecimento, são muito raros os acidentes ou complicações. No meeting A Anestesia Geral e a Importância do Despertar, realizado em São Paulo, o tema esteve em evidência, dando-se destaque para aquela que é considerada a maior inovação da área nos últimos 20 anos e que já está disponível no Brasil: o sugamadex (conhecido comercialmente como Bridion), da empresa farmacêutica MSD.

A anestesia geral compreende três elementos: a hipnose com amnésia, para que o paciente fique inconsciente durante todo o procedimento cirúrgico e não se lembre do ocorrido, a analgesia, para evitar a dor, e o bloqueio neuromuscular. O sugamadex atua justamente ao término da cirurgia, acelerando em cerca de seis vezes o tempo de reversão deste bloqueio (relaxamento) em relação a outros fármacos. Isso permite que o paciente retome suas funções musculares com segurança e volte a respirar de forma espontânea mais rapidamente.

São evitados, assim, os efeitos colaterais, como problemas respiratórios e cardiovasculares. “É o único fármaco que reverte o relaxamento profundo, necessário em algumas cirurgias nas quais qualquer movimento pode colocar o paciente em risco”, acrescenta a médica Maria Angela Tardelli, professora da Universidade Federal de São Paulo. O sugamadex é específico para os bloqueadores rocurônio e vecurônio e eficiente para as diferentes faixas etárias. No entanto, é contraindicado para pessoas com problemas renais.

Fonte: jcrs.uol.com.br

You Might Also Like