FAQ — Perguntas Frequentes

1 – O que é hipnose?

A hipnose nada mais é que uma forma de comunicação, ou seja, uma forma de fazer comum, que provoca mudanças e transformações, levando o indivíduo a prática do pensar sobre si mesmo e por si mesmo. Com esta comunicação pode-se produzir os fenômenos ditos da hipnose, como regressão de idade, hipermnésia, analgesia e outras. Isso dependerá também do sistema orgânico de cada um, suas aprendizagens, pensamentos, apreensões e articulações obtidas durante sua vida.

 

2   – O que é transe?

O transe é um estado altamente focalizado e intensificado da atenção. Onde a realidade passa a ser apenas à proposta pelo hipnoterapeuta ou pelo próprio paciente. Determinado por uma alta atividade psíquica, onde diferentes pensamentos podem ser articulados a partir da realidade naquele momento. Todos os estímulos que antes do transe se faziam presentes, deixam de “existir”, para dar lugar á apenas um, aquele que está ocupando toda a sua energia psíquica, a que sua mente está se detendo.

 

3   – O que é relaxamento?

Relaxamento é um estado de baixa atividade psíquica e orgânica. Pode ser considerado como uma meditação, a quase inexistência de pensamentos e o corpo sem atividades.

 

4 – Qual a diferença entre transe, relaxamento e hipnose?

O relaxamento é uma baixa atividade psíquica. O transe é um estado altamente focalizado de atenção, uma alta atividade psíquica, atenção direcionada, intensificada e pura.  A hipnose é a ocorrência dos diferentes fenômenos do pensamento, que ocorrem em intensidades diferentes dependendo da comunicação empreendida pelo hipnoterapeuta e pelo próprio paciente.

 

5 – Porque e como durante o transe o paciente consegue resolver seus problemas?  

Durante o dia-a-dia estamos com nossa atenção dissipada, pensando em muitas coisas ao mesmo tempo, como no transe o paciente fica focalizado em apenas uma coisa em especial, percebe coisas que normalmente não perceberia, percebe a possibilidades e pode fazer escolhas que levarão à mudança.

 

6 – Quais são as contra indicações da hipnose?  

A contraindicação da hipnose está mais no hipnoterapeuta, se este não fizer um trabalho profissional, vindo de uma boa formação, poderá não ter controle sobre algumas situações. Como na hipnose o efeito da comunicação é muito mais intenso, é extremamente importante estar ciente do que se vai comunicar, e os impactos que isso pode ter no paciente.

 

7 – Qualquer pessoa pode ser hipnotizada?  

Dentro da realidade individual de cada um, é possível hipnotizá-la, porém com algumas tem-se mais dificuldades ou mesmo a impossibilidade, como por exemplo pessoas embriagadas, pois tem dificuldade de focalizar sua atenção, assim como pessoas com deficiências mentais ou patologias como a psicose.

 

8 – Porque no tratamento com a hipnose os resultados são mais rápidos?  

A rapidez dos resultados se dão basicamente pela forma de comunicação que é feita, e da disponibilidade do paciente em aceitar tais sugestões. Na hipnose, o paciente tem a possibilidade de chegar a estados profundos de percepção e mudança, que em vigília, apenas numa conversa não chegaria.

 

9 – Qual a diferença entre hipnose a clássica, a hipnoterapia ericksoniana e a educativa?

Na hipnose clássica a forma de comunicação é mais direta, uma comunicação mais diretiva. Na ericksoniana a comunicação é mais indireta e permissiva, levando em consideração a realidade do paciente, possibilitando novas aprendizagem, porém é mais técnica. Na educativa é trabalhado os conteúdos humanos a serem desenvolvidos no processo terapêutico, o que o paciente precisa aprender, e como ele vai aprender para superar determinado problema.

 

10 – Qual a diferença entre o sono e o transe?

Durante o sono, onde o indivíduo está sonhando, tem-se uma alta atividade psíquica, muito parecido com o transe, a diferença maior é o controle que o indivíduo tem no transe, ou seja, o direcionamento dos seus pensamentos pode ser feito de uma forma mais livre.

 

11 – Como a hipnose pode ajudar um indivíduo que está sendo pressionado no trabalho e não consegue lidar com isso, está com estresse e depressão?

Realmente o mercado de trabalho está cada vez mais agressivo, e por isso a dificuldade das pessoas lidarem com esse tipo de pressão, pois poucos foram aqueles educados para suportar tudo isso. As pessoas precisam de ajuda terapêutica, na medida em que não estão conseguindo lidar com suas dificuldades e problemas. Na medida em que não aprenderam no passado, conteúdos que permitam tornar-se condutores da sua própria vida, agindo com possibilidades de escolhas perante a realidade.

 

A hipnose da forma que aqui é trabalhada, possibilita a aprendizagem desses conteúdos.
O estresse vem do próprio medo de que não irá conseguir fazer o que se está pedindo, com pressão, isso se torna mais caótico. A depressão é consequência disso tudo, pois uma pessoa com estresse tem uma diminuição na produção de serotonina, neurotransmissor de proporciona as sensações de prazer no corpo, por isso a depressão.

 

12 – O que é a hipnoterapia? Quem pode fazer esse tratamento?

A Hipnoterapia é o trabalho terapêutico vivenciado através da hipnose. São utilizadas técnicas e instrumentos necessários para que o indivíduo busque por ele mesmo, ou com a ajuda do terapeuta, a solução para diferentes problemas.

 

Qualquer pessoa pode se submeter a um trabalho de hipnoterapia, as restrições seriam pacientem em surto psicótico. Os pacientes alcoolizados talvez teriam uma dificuldade maior, na medida em que não conseguem focalizar sua atenção e paciente com certas excepcionalidades, principalmente com lesões cerebrais.

 

13 – Quais são os casos mais procurados pelos pacientes?

Normalmente o que mais vemos no consultório é pacientes depressivos, ansiosos, com algum tipo de pânico, dificuldade de aprendizado e memorização, dificuldade de relação com o mundo e consigo mesmo e fobias.

 

14 – Qual o objetivo da técnica hipnoterápica?

O objetivo é por meio da hipnose ou transe levar o paciente a um estado que não se chega em momentos de vigília ou sono, onde o paciente consegue reviver e ressignificar momentos passados ou pensar e aprender coisas novas no presente que darão a possibilidade da mudança.

 

15 –  Esse tratamento auxilia no combate ao alcoolismo, às drogas e à obesidade? Como é desenvolvido esse trabalho especificamente?

As pessoas estão sempre em busca de prazer, ou fuga da dor. Por afastamento e por aproximação vivemos toda a nossa vida, alguns dão mais ênfase à dor, outros ao prazer. Normalmente o álcool, drogas e obesidade são uma junção de ambos prazer e dor.

 

O trabalho deve ser desenvolvido primeiramente no sentido de descobrir o que está levando aquele paciente em especial a ingerir álcool, drogas ou comer em demasia. Buscar desenvolver outras formas de sentir prazer. Às vezes, principalmente o adolescente usa a droga e o álcool para chamar a atenção e normalmente a família é desestruturada e o filho é apenas um sintoma de uma família doente.

 

16 – Quais são os riscos que um paciente pode assumir ao realizar as práticas de auto-hipnose?

Quando você sabe para onde quer ir e sabe como voltar, é só fechar os olhos e iniciar sua viagem. Na medida que isso não é claro, é melhor não arriscar. Porém a auto-hipnose, mesmo que consiga apenas um relaxamento pode ser saudável. Na medida em que temos pensamentos cotidianos que nos causem dores ou males, um relaxamento permitirá o sistema imunológico trabalhar por si mesmo, e este funciona natural e perfeitamente. Entretanto, normalmente quando se auto-induz um transe, e não consegue voltar, entra-se num sono fisiológico e depois volta-se naturalmente.

 

17 – Que mudanças esse tipo de tratamento pode causar ao paciente?

As mudanças em termos psicológicos são as mais variadas possíveis, mudanças de pensamentos, sentimentos e atitudes, tendo uma maior percepção de si e do ambiente que o rodeia. Possibilitando um maior controle sobre a vida. É claro que a hipnose por si só não basta, é necessário termos conteúdos humanos para repassar aos paciente, pois este deve ser um trabalho além de terapêutico também didático.

 

18 – Como as técnicas hipnoterápicas ajudam a vencer medos e fobias?

Normalmente nas diferentes fobias o que temos é um medo irracional de algo específico ou de lugares. Por algum motivo este paciente desenvolveu a fobia, desta forma buscam-se quais foram as causa que levaram a este medo. A partir disso, por meio da hipnose desenvolve-se novas aprendizagem que possibilitem o enfrentamento e superação deste(s) medo(s). Outra possibilidade é voltar ao passado e ressignificar o primeiro momento, entendendo o que aconteceu e porque aconteceu, permitindo uma consciência e tranquilidade maior para lidar com as situações que antes causavam o medo.

 

19 – O que é Regressão de Idade?

Regressão de Idade é uma forma de pensar, onde o indivíduo revive o passado, como se fosse presente. Não importa se esse passado tenha ocorrido a uma semana ou à 30 anos atrás. Estando regredido, o indivíduo se comportará da mesma forma como naquela idade. Sua voz, sua forma de pensar, falar e agir, assim, como sua postura corporal e outras características, poderão se modificar, tornando-se peculiares à idade em questão.